terça-feira, 5 de agosto de 2008

TEST TUBE RECAP

Olá a todos e boas férias ou bom regresso delas conforme o caso. Tenho andado com pouco tempo e paciência para vir aqui postar, confesso, só a test tube já me dá água pela barba e às vezes só me apetece mandar tudo para o galheiro e ir para a Nova Zelândia (para quem não me conhece, é uma private joke...), bom... adiante.
Vou abusar um bocado do blog - na realidade vou mesmo é violentá-lo com força, S&M style - , e meter aqui uma catrefada de releases que têm saído na netlabel. Algumas com reviews que entretanto foram sendo publicadas (nos respectivos idiomas) e outras com as liner notes oficiais (em inglês). Aqui vai então. Brace yourselves!



Começo com o primeiro lançamento duma nova aventura da test tube - mixed-media releases. Iremos apresentando de forma irregular e sem agenda pré-definida, vários trabalhos que poderão juntar áudio e vídeo, vídeo e texto, texto e imagem, imagem e áudio e todas as combinações possíveis. A ideia é que os artistas experimentem trabalhar com novos media e que se deixem ir até onde eles os levarem. Este primeiro trabalho é do David Vélez que me desafiou a publicá-lo e me obrigou a criar esta nova série. O próximo já existe e chama-se 'O Limoeiro', e será um trabalho áudiovisual dum autor cá do rectângulo. Fiquem à espreita...

«This is a delicious immersion into wonderful darkened depths. So well sculpted and taking you in directions you'd never expect - just at the moment that you're thinking that the drones and watery sounds will keeps shimmering and subtly changing, the piece will take a sudden turn. About two thirds through a chord sound leaps out at you, bringing your attention back to the music, and then that sound and variations are explored with more movement and power until the end. And the set of photos make a nice complement to the sounds - stark, evocative images. Overall a slick piece of work.»
- Sean Monaghan/Venus Vulture [EARLabs] / June 19, 2008

Donwload (.zip)



Uma chamada de atenção rápida para este maravilhoso álbum do suíço d'incise, que estará entre nós na primeira quinzena de setembro para alguns concertos - para já, 3,4 e 5 em Lisboa em locais a confirmar. 'Les Restes du Festin' é um álbum sumptuoso e de uma rara complexidade e caos contidos que vale muito a pena descobrir. Tivemos 10 cópias que foram oferecidas aos primeiros a comprar o novo DVD. Espero que tenham gostado do pacote, que foi feito pelo próprio músico. Ficam aqui alguns excertos de reviews:

«(...)El proceso creativo de estas piezas tuvo que ser también muy interesante, recogiendo grabaciones de un buen puñado de artistas (guitarras, pianos, percusión, saxos…) d’incise nos crea un collage sonoro en 14 partes hermoso y extraño, como un tren que no sabes a dónde te lleva. Un trabajo imprescindible, de verdad.» - Oír para creer / May 17, 2008

«(...) En esta impresionante obra de deconstruccion musical D’incinse explora y desdibuja los limites convencionales entre lo instrumental (composición) y el sonido orgánico o electrónico; lo rítmico y el ruido ambiental o accidental y la repetición del mismo.
El resultado es esta pieza asombrosa que le consolida en la vanguardia de la experimentación musical.» - millerindub [Netlabels & News] / May 20, 2008

Download (.zip)



Mais um desconhecido na test tube. Matús Mikula vem da Eslováquia (não confundir com a Eslovénia) que é um pequeno país no coração da Europa, com 5 milhões de habitantes e a meio caminho dos Balcãs. A Capital é Bratislava.
Matús faz uma música ambiental curada a meio glitch meio drone, densa, incorpórea e um pouco sufocante. Não por acaso, ilustra uma viagem dum mergulhador ao fundo do mar, e o seu regresso - ficcional ou não - à superfície. Ou será o regresso a outro mundo, outra dimensão. Descubram.

«(...) Esta obra esta dividida en tres piezas, una primera: “The diver”, magistral, con increíbles paisajes sonoros, y donde empezamos a caer, a sumergirnos, a bucear hacia la zona abisal. Una segunda, oscurísima e inquietante, que da titulo al álbum, y una tercera que es la segunda parte de “The diver”, violenta y enigmática, como final de este profundo viaje.
Escuchar esta obra es, literalmente, caer en un abismo de sonido, el cual se va haciendo mas oscuro a medida que vamos descenciendo, pero donde es posible percibir reflejos y destellos de la luz cenital que se cuela por la superficie. ¿Te atreves?» - millerindub [Netlabels & News] / June 09, 2008

Download (.zip)



Para quem aprecia música 'muito pouco ortodoxa', desafio a descoberta de '0112008' do norte-americano Jin Men Ju aka Terry Horn. Juntando uma guitarra de brinquedo - estilo aquelas com que se joga ao Guitar Hero - a uma Nintendo DS, Jin Men Ju cola loops que parecem cortados à faca uns aos outros para criar paisagens altamente hipnóticas para alguns, e altamente desesperantes para outros. Para quem gosta de descrições, imaginem uma espécie de 'alternative country' do século XXXIX criada por inteligências artificiais que nunca tiveram contacto com obras acabadas do passado mas apenas com fragmentos dispersos.
Aviso à navegação: música bastante difícil de digerir. Recomenda-se a ingestão de dois bons copázios de vinho ou a fumaça de um belo dum charro antes de iniciar a viagem. Foram avisados.

Download (.zip)

- - - - - - - - - - - - - - - -

Bom, para já fico-me por aqui para não se chatearem muito comigo. Mais logo destacarei aqui outras tantas releases que foram sendo atiradas cá para fora este verão. Abraços!

3 comentários:

BrainDance disse...

Conceito interessante esse do mixed-media. Vou explorar.

Ogata T3tsuo disse...

è uma ideia muito boa, e este primeiro trabalho está um luxo. Excelente trabalho fotográfico.

Keep the good work!

Work Buy Consume Die disse...

Vou sacar d’incise. Depois do que escreveste fiquei curioso. Também o disco de Jin Men Ju, pelos preliminares sugeridos, deve ser um disco interessante para ouvir...

Já agora o "Oír para creer" é um blogue em castelhano que também se dedica a reviews e notícias de entaudio. Alguém pode adicioná-lo aos links?